Seguidores

:: LINK-ME ::


2 de mai de 2011

O teu silêncio



Há momentos na vida onde a tua vontade transforma-se em silêncio, em espera...
Fazer e refazer o que trazia tanta alegria, parece não preencher-te como antes.
Tentas, de todas as formas, resgatar o que estava tão bom e, no entanto, já não consegues mais alcançar a luz que iluminava tua paz.
Fica tranqüilo e vê, a vida dá cursos e estes se transformam, mudam a cada momento.
Assim acontece para que não te percas
por muito tempo em coisas das quais o conhecer já fora extraído,
das quais o perfume já fora conhecido,
das quais a confusão já fora desvanecida.
Assim acontece para que
o teu caminho não seja estagnado.
Assim acontece para que conheças o que, realmente, há para conheceres.
Quando o silêncio instaurar-se em teu ser,
dá espaço e respeita o teu momento.
Sê atento e sente: é a tua mudança que mais uma vez está interagindo e fazendo
com que tua visão interior te possa
mostrar o novo, aquilo que não
estás acostumado a ver.
E o novo é sempre a certeza
de viver o presente, de estar inserido
na tua realidade, em teu crescer.
O silêncio não é vazio, ele traz consigo a promessa do novo e o novo é o que tu deves sentir a cada respiração.
Não temas, confia em teu ser.
O silêncio existe para mostrar-te
o caminho a seguir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE O SEU COMENTÁRIO